•  75
    John Locke e o Argumento da Economia para a Tolerância
    Trans/Form/Ação 36 (1): 9-24. 2013.
    O objetivo deste texto é analisar o argumento da economia que justificaria a tolerância como um dos maiores fatores para o desenvolvimento dos povos, no século XVII, segundo a interpretação de Locke. Expressando de outro modo, este texto pretende responder a seguinte questão: qual o lugar da dimensão econômica na teoria lockiana sobre a tolerância?
  •  66
    John Locke and argument from economy for tolerance
    Trans/Form/Ação 36 (1): 9-24. 2013.
    O objetivo deste texto é analisar o argumento da economia que justificaria a tolerância como um dos maiores fatores para o desenvolvimento dos povos, no século XVII, segundo a interpretação de Locke. Expressando de outro modo, este texto pretende responder a seguinte questão: qual o lugar da dimensão econômica na teoria lockiana sobre a tolerância? The objective of this text is to analyze the economic argument that justifies tolerance as a major contributor to the development of peoples in the s…Read more
  •  32
    Os elementos republicanos na toler'ncia de John Locke
    Kriterion: Journal of Philosophy 55 (130): 499-513. 2014.
    John Locke é conhecido, sobretudo, por ser um dos fundadores do liberalismo. No entanto, pesquisas recentes apontam para novas interpretações do pensador inglês. No caminho dessa tendência, o objetivo deste texto é analisar os elementos republicanos na "Carta sobre a tolerância" de Locke. John Locke is mainly known for being one of the founders of Liberalism. However, recent research points to new interpretations of the English thinker. On the way of this trend, the aim of this paper is to analy…Read more
  •  25
    Modernidade e crise ambiental: das incertezas dos riscos à responsabilidade ética
    with Silvia Maria Santos Matos
    Trans/Form/Ação 41 (2): 197-216. 2018.
  •  24
    Apresentação
    Cadernos de Ética E Filosofia Política 21 7-12. 2012.
    Apresentação sobre o número especial Rousseau
  •  21
    Berkeley and Mandeville: Religion and morality
    Filosofia Unisinos 12 (1): 56-69. 2011.
    The purpose of this text is to analyze the debate between Berkeley’s Alciphron and Mandeville’s The fable of the bees and Letter to Dion, focusing on the questions indirectly raised by Berkeley to his opponent: Would there be a place for religion in Mandeville’s society or in his social, political and economic system? If so, what role would it play? Without religion, on what foundations would morality in social life be based? Key words: Berkeley, Mandeville, morality.
  •  16
    O ateísmo no pensamento político de John Locke
    Kriterion: Journal of Philosophy 60 (143): 257-277. 2019.
    RESUMO A “Carta sobre a tolerância” de Locke tem uma questão que suscita polêmicas desde o século XVII: sua defesa da tolerância compromete na restrição aos ateus e católicos, o que atingiria a liberdade religiosa, um dos maiores valores da teoria liberal. Tomando como problemática central esta questão, o objetivo deste artigo é pensar esta tensão no pensamento político de Locke. Visando a colaborar com este debate, o texto está dividido em duas partes: na primeira, serão apresentados os vários …Read more
  •  16
    Modernity and the ecological crisis: from uncertainty of risk to ethical responsibility
    with Silvia Maria Santos Matos
    Trans/Form/Ação 41 (2): 197-216. 2018.
    Resumo: O objetivo deste artigo é analisar a crise ambiental, a partir do conceito de modernidade e, levando em consideração a preocupação com a natureza, debater as possibilidades de pensar uma ética da responsabilidade que influencie as práticas da ciência e da política. A discussão tomou como referência diversos autores que examinaram a modernidade e sua relação com o contexto da crise, entendida como resultado do caráter experimental na expansão das ciências e das técnicas. Diante disso, as …Read more
  •  14
    Formação E gratidão: Uma homenagem à professora Marilena
    Cadernos Espinosanos 36 25-37. 2017.
    O objetivo deste texto é prestar uma homenagem à Profa. Marilena Chaui evocando um momento de minha formação e um outro de minha atuação enquanto chefe de departamento. Nos dois casos, registro minha gratidão à Professora, seja por essas marcas, seja por sua contribuição à filosofia no Brasil.
  •  12
  •  12
    Locke E os pobres
    Cadernos Espinosanos 38 33-51. 2018.
    O objetivo deste artigo é analisar o projeto de lei de Locke sobre os pobres à luz do debate que se estabeleceu no século XVII inglês sobre o combate à pobreza. A leitura desse projeto de lei com outros textos de Locke, como o _Segundo tratado_, por exemplo, conduz o leitor a uma flutuação interpretativa que parte de sua visão moral, de salvação da alma_ per_ _si_, passa por uma perspectiva de cunho econômico-utilitarista, baseada no trabalho, e chega a uma solução igualmente moral, de homem dis…Read more
  •  1
    Formação E gratidão: Uma homenagem à professora Marilena
    Cadernos Espinosanos 36 25-37. 2017.
    O objetivo deste texto é prestar uma homenagem à Profa. Marilena Chaui evocando um momento de minha formação e um outro de minha atuação enquanto chefe de departamento. Nos dois casos, registro minha gratidão à Professora, seja por essas marcas, seja por sua contribuição à filosofia no Brasil.
  • O grande monstro: o ateu no século XVII inglês
    Griot : Revista de Filosofia 17 (1): 315-325. 2018.
    O ateu no século XVII inglês é caracterizado por uma polifonia de sentidos. Mas, como precisar o seria o ateu neste período? Qual a imagem do ateu? Qual o critério para especificar o modus operandi do ateu? Como atribuir o estatuto jurídico de alguém que é acusado de ateísmo daquele acusado de bruxaria, por exemplo? Essas são algumas questões que este texto pretende responder, tendo por objetivo mapear os vários significados de o que se entende por ateu no século XVII inglês, na tentativa de ext…Read more
  • Francis Bacon: As duas faces da ciência
    with José Sandro Santos Hora
    Dissertatio 41 83-98. 2015.
    A ciência pode ser útil ao homem, aprimorando sua capacidade técnica, melhorando as condições de vida e propiciando a aquisição de poder frente à natureza, mas ela pode, igualmente, amedrontar e causar danos até a morte. Numa ou noutra face, o fundamental é que o cientista desenvolva sua pesquisa numa relação de proximidade com os valores éticos. Assim, o objetivo desse artigo é analisar as duas faces da ciência na filosofia de Bacon.
  • Os sentidos de diversidade em Montesquieu
    with Cleber Rick Dantas de Carvalho
    Griot : Revista de Filosofia 14 (2): 77-89. 2016.
    O objetivo deste texto é analisar o conceito de diversidade em Montesquieu e demonstrar como ele faz parte de seu tema da tolerância. Para atingir esse intento a noção de diversidade será abordada a partir de três campos de investigação específicos: o físico; o social; e o político, que, juntos, marcam o conceito de tolerância. Assim, espera-se contribuir para uma melhor compreensão desse conceito em Montesquieu.