•  12651
    Logic is Metaphysics
    Principia: An International Journal of Epistemology 15 (1): 31-42. 2011.
    Analyzing the position of two philosophers whose views are recognizably divergent, W. O. Quine and M. Dummett, we intend to support a striking point of agreement between them: the idea that our logical principles constitute our principles about what there is, and therefore, that logic is metaphysics.
  •  422
    Para que servem o bem, a beleza, o amor? Para que serve a felicidade? Para nada. Para absolutamente nada. A filosofia é tão imprestável quanto as melhores coisas da vida, tão inútil quanto a felicidade, ou uma brincadeira de criança, ou um rabisco na areia deixado por alguém que passou raspando um graveto no chão sem olhar para trás. O impulso que nos move até ela é o mesmo que empurra o alpinista mais um passo para cima, ou os namorados mais um centímetro para perto, ou as crianças para mais um…Read more
  •  176
    Compromisso Ontológico
    Compêndio Em Linha de Problemas de Filosofia Analítica. 2014.
    Divergências sobre o que existe são tão básicas que tendem a dificultar ou até bloquear o diálogo entre os antagonistas. As várias disputas entre crentes e ateus, ou realistas e nominalistas são apenas dois tipos de exemplos. Interessado em contribuir para a inteligibilidade do debate sobre ontologia, em 1939 W. V. Quine iniciou uma série de trabalhos em que apresenta a noção de compromisso ontológico e propõe um critério supostamente objetivo para identificar as condições exatas em que um discu…Read more
  •  157
    Disagreement over what exists is so fundamental that it tends to hinder or even to block dialogue among disputants. The various controversies between believers and atheists, or realists and nominalists, are only two kinds of examples. Interested in contributing to the intelligibility of the debate on ontology, in 1939 Willard van Orman Quine began a series of works which introduces the notion of ontological commitment and proposes an allegedly objective criterion to identify the exact conditions…Read more
  •  103
    Termos Singulares Indefinidos: Frege, Russell e a tradição matemática
    Saberes: Filosofia E Educação (Filosofia Lógica e Metafísica An): 33-53. 2016.
    É bem conhecida a divergência entre as posições de Gottlob Frege e Bertrand Russell com relação ao tratamento semântico dado a sentenças contendo termos singulares indefinidos, ou seja, termos singulares sem referência ou com referência ambígua, tais como ‘Papai Noel’ ou ‘o atual rei da França’ ou ‘1/0 ’ ou ‘√4’ ou ‘o autor de Principia Mathematica’. Para Frege, as sentenças da linguagem natural que contêm termos indefinidos não formam declarações e portanto não são nem verdadeiras nem falsas. J…Read more
  •  86
    No Metaphysical Disagreement Without Logical Incompatibility
    Seminário Lógica No Avião - 2013-2018. 2019.
    The purpose of this article is to support the logical incompatibility of the opposing views as a criterion for characterizing disagreements as genuinely metaphysical. That is, I intend to argue that a specific dispute is a metaphysical disagreement only when the conflicting views are governed by different logics. If correct, this criterion would not only help to separate merely verbal from genuine metaphysical debates, but it also would ground an argument against deflationism, guaranteeing the s…Read more
  •  69
    The main objective of this PhD Thesis is to present a method of obtaining strong normalization via natural ordinal, which is applicable to natural deduction systems and typed lambda calculus. The method includes (a) the definition of a numerical assignment that associates each derivation (or lambda term) to a natural number and (b) the proof that this assignment decreases with reductions of maximal formulas (or redex). Besides, because the numerical assignment used coincide with the length of a …Read more
  •  61
    Este artigo propõe a adoção do método da análise de conceitos conforme apresentada por John Wilson, como metodologia pedagógica e principal conteúdo para a disciplina de filosofia no ensino médio.
  •  56
    Por Que a Ciência Não Resolve Nossos Problemas?
    Dialektiké 2 (2): 3-37. 2015.
    Além de responder à pergunta título, pretende-se também apresentar as linhas gerais de um caminho que vem sendo proposto por alguns pensadores sobre de que modo a ciência poderia se modificar de modo a que pudéssemos utilizá-la para resolver nossos principais problemas. Para tanto iniciaremos explicitando o que consideramos as características mais fundamentais da racionalidade científica hegemônica, a saber: o atomismo e o método axiomático. Em seguida, apresentamos alguns conhecidos problemas d…Read more
  •  37
    Much of the ontology made in the analytic tradition of philosophy nowadays is founded on some of Quine’s proposals. His naturalism and the binding between existence and quantification are respectively two of his very influential metaphilosophical and methodological theses. Nevertheless, many of his specific claims are quite controversial and contemporaneously have few followers. Some of them are: (a) his rejection of higher-order logic; (b) his resistance in accepting the intensionality of ontol…Read more
  •  24
    Por Que as Revoluções Científicas Não Destroem os Objetos Técnicos?
    Filosofia Contemporânea: Lógica, Linguagem E Ciência. 2013.
    Parece um fato bastante trivial que quando uma teoria científica se torna obsoleta, por ter sido substituída por outra, isto não tem nenhuma consequência para os objetos técnicos compatíveis com a teoria antiga. Pretendo, neste ensaio, responder à questão bem menos óbvia de por que isto se dá. Como subproduto, apresento uma defesa da teoria da ciência de Thomas Kuhn. Para tanto, inicio mostrando como a teoria de Kuhn foi motivada por considerações sobre a história da ciência. Em seguida, defendo…Read more
  •  17
    Ciência e Determinismo
    Com Ciência 89 (Dossiê - Determinismo). 2007.
    Artigo de divulgação científica que reflete sobre a relação entre o conhecimento científico e as teses deterministas e fatalistas.