•  14
    Ways of being and expressivity
    with dos Reis
    Estudios de Filosofía (Universidad de Antioquia) 61. 2020.
    In this paper, I present a hermeneutic version of ontological pluralism, addressing the question of the discursive articulation of ways of being. The first section presents the notion of a pluralism of ways of being as a restriction of an ontological monism. The second section puts forward a criticism of Kris McDaniel’s proposal of understanding ways of being as kinds of quantifiers. The third section analyses the notion of way of being as a modal concept, explaining ways of being as internal po…Read more
  •  2
    Pressuposição E derivação
    Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 44 (1): 175. 1999.
    Neste artigo o autor aplica a interpretaçãosocial-institucional da constituição ontológicana análise do conceito de pressuposição, queaparece na afirmação de que todo encontro comentes pressupõe uma compreensão de ser. A teseé examinada no contexto da gênese ontológicado comportamento científico, apresentada porHeidegger em Ser e Tempo. A pressuposição dacompreensão de ser que torna possível os atosbásicos instituidores do comportamento científicotem o sentido da projeção de si mesmo comocapaz d…Read more
  •  7
    Sentido E verdade: Heidegger E "a noite absoluta"
    Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 45 (2): 231. 2000.
    Neste artigo o autor aplica a interpretaçãosocial-institucional da constituição ontológicana análise da teoria heideggeriana acerca darelatividade da verdade em relação ao ser doDasein. A presente reconstrução é desenvolvidapor meio da apresentação do assim chamadocarátér de verdade do ser, bem como da interpretaçãoontológico existencial da gênese da ontologiada presentidade a partir dadisponibilidade. No asserir localiza-se a prática recognitiva capaz de instituir acategoria da pura subsistênci…Read more
  •  16
    Verdade E indicação formal: A hermenêutica dialógica do primeiro Heidegger
    Veritas – Revista de Filosofia da Pucrs 46 (4): 607. 2001.
    No presente artigo, é apresentado um aspecto central da concepção heideggeriana da fenomenologia nos escritos posteriores a 1919, que, à luz dos textos disponíveis na Gesamtausgabe de Martin Heidegger, revela um componente dialógico específico do método filosófico. A tese de que os conceitos e enunciados próprios da filosofia têm um caráter indicativo-formal conduz a uma noção de verdade filosófica, que tem na recepção produtiva e conversacional das sinalizações formais o seu traço definitório. …Read more
  •  26
    Heidegger: a vida como possibilidade e mistério
    Revista de Filosofia Aurora 24 (35): 481. 2012.
  •  3
  •  7
  • Róbson Reis
    O Que Nos Faz Pensar 73-98. 2003.